De que está à procura ?

reinounido
Lisboa
Porto
Londres, Reino Unido
Colunistas

Oportunidades de emprego, startup de negócios e compra de PME’s em Portugal

O Portugal de hoje é, em minha opinião, um país extremamente apelativo para os Emigrantes portugueses que queiram regressar, quer para seguirem lá as suas carreiras como assalariados, liderarem o startup e desenvolvimento de projetos empresariais de sucesso, investirem em pequenas e médias empresas portuguesas já existentes, ou para uma merecida reforma em tempo de ainda poderem disfrutar um expressivo número de anos de vida saudável.

Quem contrata profissionalmente valoriza bastante experiencias de trabalho em países de economias sofisticadas e em empresas de referência nas áreas de expertise dos candidatos. Os Emigrantes portugueses, e em especial os sedeados nos países mais desenvolvidos da Europa, são por regra pessoas inovadoras, dinâmicas, focadas no cumprimento de objetivos ambiciosos, com um bom domínio de línguas como o Inglês/ Alemão/ Francês e com experiências de relevo em negócios com processos de vanguarda, que poderão vir replicar com sucesso o seu know-how acumulado em Portugal.

Alguns dados da economia portuguesa:

  • 4.848.000 de cidadãos empregados e 340.400 cidadão desempregados
  • Taxa de desemprego: 6.3%, que tem vindo a decrescer sistematicamente há mais de 36 meses
  • Taxa de desemprego na Zona Euro: 8.1% e de 6.7% na UE
  • Taxa de Desemprego Jovem: 19.4%
  • Nº de Turistas estrangeiros que visitou Portugal em 2018: 12.76 Milhões
  • O PIB português cresceu 2.1% em 2018, bastante acima da maioria dos países da Europa (Alemanha, França, Espanha, …)

Portugal conta presentemente com um crescente número de pequenas e médias empresas, especializadas em negócios de elevado potencial, nomeadamente nas áreas das Tecnologias, Reabilitação e Promoção Imobiliária, Centros de I&D, Hotelaria e Turismo, Energias Renováveis, …, que não são vistas pela banca nem por fundos de Private e Venture Capital, dado os seus tickets mínimos serem cada vez mais elevados, e que procuram Investidores e Business Angels para crescer e internacionalizar-se, que poderão ser aproveitadas pelos Emigrantes portugueses que queiram regressar ao nosso país como Sócios de Capital dessas PME’s.

Gostaria de salientar que os Emigrantes portugueses e os restantes cidadãos da União Europeia que queiram vir residir em Portugal poderão aproveitar o “Regime Fiscal dos Residentes Não Habituais”, que oferece condições fiscais extremamente apelativas para não residentes há mais 5 anos. De forma simplificada:

  • Isenta os Reformados residentes no estrangeiro de qualquer tributação das suas reformas nos 10 anos consequentes à sua vinda para Portugal;
  • Permite aos restantes cidadãos estrangeiros e Emigrantes regressados que vão para Portugal exercer funções em áreas consideradas de valor acrescentado, o pagamento de uma taxa de 20% de IRS nos 10 anos consequentes à sua chegada.

Portugal é hoje um país com condições únicas para atrair Portugueses emigrados e Estrangeiros de todas as idades e níveis socioeconómicos, que pretendam ir residir para o nosso país, nomeadamente para:

  • Estudantes das licenciaturas, programas de Erasmus e pós-graduações, dado o crescente número de universidades com cursos ministrados em Inglês e de reconhecida reputação internacional;
  • Entrepreneurs que pretendam criar ou investir em negócios, dado que temos infraestruturas de vanguarda a nível tecnológico e de conectividade com os principais mercados estrangeiros por via terrestre/ marítima/ aérea, uma reconhecida cultura de criação de startups de sucesso, …, e uma força laboral com um abundante numero de quadros qualificados e com elevadas competências tecnológicas e linguísticas;
  • Viver e passar uma merecida reforma, dado o seu clima ameno e com um elevado número de dias de sol, cidades com história e praias paradisíacas, boas infraestruturas hoteleiras, cuidados de saúde de 1º nível, elevados níveis de segurança, …, que permitem disfrutar de uma qualidade de vida ímpar a um preço 30% abaixo da clara maioria dos países da Europa.

Nos últimos anos Portugal, e em especial as cidades de Lisboa, Estoril/ Cascais e do Porto, têm atraído conferências e feiras internacionais de renome, nomeadamente a WEB SUMMIT na área das tecnologias e das startups, o WORLD SHOPPER no setor automóvel e da mobilidade, RAINMAKER nas áreas do M&A e do corporate finance, ESTORIL CONFERENCES na área política e da economia global, e a EMAF uma importante feira organizada pela Exponor vocacionada para a Indústria 4.0, … , que têm trazido a Portugal um vasto número de Empresários e Executivos de renome estrangeiros, que ficam encantados com o nosso país e lá pretendem voltar com as suas famílias.

Adicionalmente, nos últimos anos um expressivo número de multinacionais tem colocado no nosso país diversos centros de serviços partilhados e de near shoring, nomeadamente a Euronext, Natixis, BNP Paribas, Bosch, Vestas, Zalando, Cisco, Google, Siemens, Mercedes-Benz, … , dada a qualidade da mão de obra portuguesa e a sua facilidade para falar línguas.

Portugal foi recentemente considerado o 22º país mais atrativo do mundo para investir pela A.T. Kearney, à frente da Noruega e da Áustria, assim como um dos melhores destinos de investimento da Europa pela EY, à frente da Espanha, França e da Alemanha.

No setor do Turismo, Portugal ganhou nos três últimos anos um vastíssimo número de prémios internacionais, nomeadamente 17 óscares atribuídos pelo World Travel Awards, que distinguiu também em 2017 e 2018 o visitportugal.com como o melhor web site oficial de turismo a nível mundial e considerou o nosso país o melhor destino turístico europeu e do mundo. Adicionalmente, Lisboa foi considerada recentemente o melhor destino para City Break a nível mundial e a melhor cidade de destino europeu, sendo que o Porto foi considerado em 2017 o melhor destino da Europa para Turismo & Lazer.

A GEORGE Career Change Consultants, que fundei com o Grupo RUMOS em Abril de 2015, tem vindo a assessorar um crescente numero de Executivos e quadros empresariais na procura de um novo desafio profissional com base em Portugal, quer como assalariados, quer como acionistas de pequenas e médias empresas por nós identificadas que procuram novos sócios de capital para crescerem e se internacionalizarem, aos quais na maioria das vezes são atribuídas funções executivas nas suas áreas de expertise.