De que está à procura ?

reinounido
Lisboa
Porto
Londres, Reino Unido
Comunidades

Português de França preso por cortar cabos de comunicação aérea na Madeira

AVIAO DA TAP NO AEROPORTO DO PORTO SANTO FOTO : COLOMBOPRESS DATA : 19/05/2007

A Polícia Judiciária (PJ) ainda não conseguiu perceber o que levou um homem a cortar, deliberadamente, vários cabos no radar da pequena ilha de Porto Santo, na Madeira, com o objetivo, claro, segundo a investigação, de perturbar o transporte aéreo.

Recorde-se que é este radar que controla e por onde passam todas as comunicações aéreas dos aviões que passam na Região Autónoma da Madeira. O caso aconteceu em setembro, mas só agora é que a PJ conseguiu deter o homem, de 32 anos.

Em comunicado, a polícia explica que “o arguido, munido de uma serra, subiu a vedação que delimita as infraestruturas de radar da empresa Navegação Aérea de Portugal na ilha de Porto Santo e cortou vários cabos do sistema de comunicação daquela empresa”.

Um corte que gerou uma falha de comunicações, não se percebe durante quanto tempo, entre as torres de controlo da Madeira e de Lisboa, mas também com os aviões que na altura sobrevoavam a região autónoma.

Fonte da PJ explicou à TSF que o homem sabia claramente ao que ia: o radar está cercado por arame e só foram cortados os cabos que afetavam as comunicações aéreas.

Além disso, tinha tudo preparado para depois de cortar os cabos apanhar um barco para o Funchal onde a seguir apanhou um avião para Lisboa e depois para França. Só voltou esta semana à Madeira, acabando por ser detido.

A mesma fonte diz que o homem está acusado de atentado à segurança de transporte por ar, um crime punido com pena até 8 anos, mas ainda não foi possível perceber as motivações. Todas as hipóteses estão em cima da mesa, apesar de ser por agora difícil falar em terrorismo.

O detido ficou preso preventivamente e é filho de pais portugueses de Porto Santo, mas vive em França e tem dupla nacionalidade.