De que está à procura ?

reinounido
Lisboa
Porto
Londres, Reino Unido
Desporto

Mundial2018: ainda não é hora de fazer contas, mas aqui estão elas

O jornal Observador pegou na calculadora e fez as contas ao grupo de Portugal no Mundial depois de a seleção ter ganha a Marrocos, dando assim um passo importante no objetivo de passar aos oitavos-de-final. No entanto, a vitória desta quarta-feira ainda não decide e vai ser mesmo preciso esperar pela última jornada para saber quem segue em frente no grupo B. Por agora, a única certeza é de que a seleção marroquina está fora da competição.

O triunfo por 1-0 coloca Portugal no primeiro lugar do grupo, com os mesmos pontos da seleção espanhola, que bateu o Irão também pela margem mínima. Para além da igualdade pontual entre as duas formações da Península Ibérica, verifica-se também um empate nos golos marcados e sofridos, com Portugal e Espanha a entrarem na última jornada do grupo B exatamente iguais em termos de classificação. Bem, exatamente iguais, não. Há uma pequena diferença que pode vir a ter um peso enorme nas contas finais de apuramento para os oitavos: o número de pontos obtidos através do fair-play.

Ora, cada cartão amarelo tira um ponto e cada vermelho três ou quatro (consultar critérios de desempate mais abaixo). Neste campeonato, a Espanha leva vantagem, com os portugueses a contabilizarem dois amarelos (Bruno Fernandes no primeiro jogo e Adrien no segundo), ao passo que nuestros hermanos somam apenas um, visto por Busquets frente a Portugal. Conclusão: se a fase de grupos terminasse hoje, a Espanha passaria em primeiro e Portugal em segundo, fruto dos cartões amarelos vistos.

Mas ainda falta jogar uma jornada e que decisiva será. Portugal enfrenta o Irão ao mesmo tempo que Espanha e Marrocos medem forças, com tudo a ficar resolvido na ronda final. Portugal ainda não garantiu o apuramento, mas depende apenas de si próprio, bastando pontuar frente aos iranianos para garantir a passagem aos oitavos.

Mas, se Portugal empatar com o Irão, há dois cenários possíveis: passar em primeiro ou em segundo lugar. Para passar em primeiro, é preciso que a Espanha não ganhe a Marrocos e, se empatar, que tenha uma diferença de golos inferior à portuguesa.

Se Portugal ganhar ao Irão, tudo se torna mais simples: a passagem está assegurada e o primeiro lugar fica dependente do que a Espanha fizer. Se os espanhóis vencerem, precisamos de ter uma maior diferença de golos para ficar em primeiro. Se perderem ou empatarem, o primeiro lugar é português.

Se Portugal perder com o Irão, a passagem aos oitavos é mais complicada, mas possível. Ainda podemos passar se os espanhóis perderem com Marrocos e tiverem uma diferença de golos inferior à portuguesa. Nesse caso, o Irão passaria em primeiro e Portugal em segundo.

Tudo isto sem esquecer um pormenor importante: se houver igualdade de pontos, de diferença de golos e de golos marcados, tudo se decidirá nos pontos de fair-play.

Chegados à última jornada, em caso de igualdade pontual entre equipas, os critérios se desempate são os seguintes:
1. Diferença de golos
2. Maior número de golos marcados
3. Maior número de pontos obtidos nos jogos entre as equipas empatadas
4. Diferença de golos nos jogos entre as equipas empatadas
5. Maior número de golos marcados nos jogos entre as equipas empatadas
6. Maior número de pontos obtidos através do fair-play em todos os jogos do grupo
– Cartão amarelo: – 1 ponto
– Cartão vermelho resultante de duplo amarelo: – 3 pontos
– Vermelho direto: – 4 pontos
– Cartão amarelo e vermelho direto: – 5 pontos
7. Sorteio

O grupo de Portugal cruza-se com o grupo A, onde já estão apurados a Rússia, país anfitrião, e o Uruguai, de Luís Suárez. O primeiro e o segundo lugar só se decide na derradeira jornada, quando as duas equipas se enfrentarem.