De que está à procura ?

reinounido
Lisboa
Porto
Londres, Reino Unido
Motores

WTCR: Tiago Monteiro aponta à vitória no Estoril

O piloto Tiago Monteiro (Honda Civic) procura a quinta vitória em solo português na Taça do Mundo de Carros de Turismo (WTCR), na segunda etapa da competição, marcada para o fim de semana no Estoril.

O portuense, de 44 anos, que se mudou para esta disciplina em 2007, após deixar a Fórmula 1, é, atualmente, segundo classificado da edição 2021 da Taça do Mundo (ao contrário dos campeonatos, não tem a presença de equipas a nível oficial, de forma a baixar o orçamento).

Tiago Monteiro venceu a primeira de duas corridas disputadas na ronda de abertura, em Nürbugring, na Alemanha, há duas semanas, e é um dos mais experientes pilotos do antigamente designado campeonato do mundo.

O português conta 33 pontos, menos seis do que o francês Jean-Karl Vernay (Hyundai i30), vencedor da segunda corrida no circuito alemão.

Devido aos constrangimentos provocados pela pandemia de covid-19, a segunda jornada vai ser disputada no autódromo do Estoril, sem público nas bancadas, dada a impossibilidade de controlo da assistência em Vila Real.

O piloto da Honda já venceu na categoria no Estoril, a segunda corrida em 2008, naquele que foi o seu primeiro triunfo em circuitos lusos na competição.

Depois disso, Tiago Monteiro venceu em Portimão, em 2010, e duas vezes em Vila Real, a corrida principal em 2016 e a terceira de três corridas em 2019, no regresso às vitórias após um ano de paragem devido a lesão.

O circuito da Boavista, que acolheu a prova lusa deste campeonato em 2007, 2009, 2011 e 2013 foi o único em que o portuense nunca chegou ao lugar mais alto do pódio.

A etapa portuguesa, a segunda das oito previstas – a última das quais em Macau, entre 19 e 21 de novembro –, arranca no sábado, com os treinos livres e a qualificação.

As corridas vão ser disputadas no domingo, a primeira, com 13 voltas, a partir das 12:15, e a segunda, com 15, às 15:15.

Tiago Monteiro é o piloto com mais vitórias na prova portuguesa (quatro), seguido do francês Yvan Muller, quatro vezes campeão do mundo, e do suíço Alain Menu, ambos com três.

#portugalpositivo