De que está à procura ?

reinounido
Lisboa
Porto
Londres, Reino Unido
Colunistas

Peço desculpa

A Câmara Municipal de Lisboa enviou por email moradas e diversos dados pessoais de três “manifestantes anti-Putin” à Embaixada da Rússia em Portugal e aos Negócios Estrangeiros russos.

Nada de alarme. O senhor Fernando Medina, presidente daquela Autarquia, já resolveu o assunto: “Pediu desculpas públicas”.

O candidato do PSD àquela Câmara nas próximas Autárquicas, senhor Carlos Moedas, já veio apontar a decisão que resolve ainda mais eficazmente o incidente – se apenas se pode chamar incidente a isto: pede a demissão do actual presidente da Câmara, que por sinal é PS.

Entre muitos outros casos nos meandros políticos, com inaudita frequência, fez-me lembrar o senhor Rui Rio, lidimo líder do PSD, que já veio a terreiro dizer que se o deu Partido tiver mau resultado ao nível nacional nas Autárquicas, não terá problemas em assumir a derrota e pedir desculpa pelos resultados.

Nas actuais sociedades, pejadas de dislates tamanhos e diversos, encontram agora a solução para tudo: assumir os erros e pedir desculpas.

Eu agora obrigar-me-ia a deixar de ler ou ver a cada minuto, tamanhos dislates mais graves e aflitivos que outros, a denunciar o desnorte do nosso país… e se calhar também não deixa de ser oportuno dizer do mundo.

Mário Adão Magalhães

(Não pratico deliberadamente o chamado Acordo Ortográfico).

 

Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.