De que está à procura ?

reinounido
Lisboa
Porto
Londres, Reino Unido
Desporto

Os portugueses prontos para os Mundiais de atletismo

Oito atletas portugueses estão dentro dos mínimos que foram divulgados pela Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF) para os Campeonatos do Mundo de atletismo, que vão decorrer em Doha em 2019.

Apesar de difíceis de atingir, já que os mínimos foram estabelecidos com base nos índices dos Mundiais de 2017, oito atletas portugueses estão em condições para participar em Doha2019, campeonatos que vão decorrer entre 27 de setembro e 06 de outubro.

Os portugueses que já têm os mínimos pedidos são as maratonistas Dulce Félix (2:25.23 horas), Salomé Rocha (2:25.27), Mónica Silva (2:34.04) e Doroteia Peixoto (2:35.15), sendo o mínimo de 2:37.00, contudo apenas podem ir três atletas de cada país, para um total de 100 participantes. Depois, têm mínimos as marchadoras Inês Henriques, nos 20 km (1:29.15 horas, mínimo de 1:33.30) e 50 km (4:09.21 para 4:30) e Ana Cabecinha, nos 20 km (1:29.41).

Nos homens, apenas tem mínimos João Vieira, nos 20 km (1:22.06, para 1:22.30).

Nelson Évora, por ter alcançado o título europeu de triplo-salto, terá direito a participar se os delegados técnicos aprovarem, atendendo à valia dos atletas. Esta aprovação é apenas para os atletas dos saltos e lançamentos, dos 10.000 metros, dos 3.000 obstáculos, das provas combinadas e provas de estrada (maratona e marcha).

A Federação Portuguesa de Atletismo ainda terá a sua tabela de mínimos, que não diferirá muito desta tabela internacional. Se for assim, e conseguirem marcas idênticas às de 2018 (os mínimos são válidos apenas a partir de setembro de 2018), estarão aptas as atletas Marta Pen (800 e 1.500) e Irina Rodrigues (disco), e os atletas Ricardo dos Santos (400 metros), Nelson Évora e Pedro Pichardo (triplo), Tsanko Arnaudov e Francisco Belo (peso).