De que está à procura ?

reinounido
Lisboa
Porto
Londres, Reino Unido
Portugal

Emigrantes interessados em investir no concelho de Pedrógão Grande

O presidente do município de Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, disse esta quinta-feira que existem emigrantes interessados em investir no município, que foi um dos mais afetados pelos incêndios de junho de 2017.

“Já estamos a conversar com alguns investidores emigrantes e outros estrangeiros que os emigrantes estão a trazer, não são muitos mas para nós quatro ou cinco já é muito”, adiantou aos jornalistas Valdemar Alves.

O autarca falava no âmbito do IV Encontro Nacional de Gabinetes de Apoio ao Emigrante, que se realizou no seu município, com a presença do secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro.

Na cerimónia, Pedrógão Grande foi um dos cinco concelhos, juntamente com Alvaiázere, Ansião, Castanheira de Pera e Figueiró dos vinhos, que assinaram protocolos para a criação de Gabinetes de Apoio ao Emigrante.

De acordo com Valdemar Alves, o concelho de Pedrógão Grande já está a “receber pedidos de informação sobre onde [os potenciais investidores] se podem estabelecer, garantias daquilo que nós damos” e das condições da Autoridade Tributária.

Segundo o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, os novos gabinetes de apoio ao emigrante têm uma função articulada com o gabinete de apoio ao investidor da diáspora, “tendo em vista, por um lado, apoiar o processo de internacionalização de micro, pequenas ou médias empresas locais, mas também para atrair investimento das comunidades portuguesas para estes territórios”.

O IV Encontro Nacional de Gabinetes de Apoio ao Emigrante decorreu na tarde de hoje no auditório da Casa da Cultura de Pedrógão Grande e debateu assuntos de Segurança Social estrangeira, comunitária e extracomunitária, equivalência de estudos, investimentos, dupla tributação, pedidos de colocação no estrangeiro, informação jurídica, legalização de viaturas e isenção de Imposto Automóvel e a Campanha Trabalhar no Estrangeiro.

O evento contou com a presença de uma representante da Organização Internacional do Trabalho, bem como de responsáveis da Segurança Social, dos Assuntos Fiscais, além do diretor-geral dos Assuntos Consulares e das Comunidades Portuguesas (DGACCP).

Durante o encontro, foi apresentada a plataforma informática que compila toda a informação que estava dispersa pelo conjunto dos cerca de 140 municípios que possuem gabinetes de apoio ao emigrante.

A plataforma informática permite o acesso ao público em geral e acesso reservado aos técnicos dos gabinetes de apoio ao emigrante através deste endereço.