De que está à procura ?

Desporto

Porto vence na Madeira e sobe ao segundo lugar

© Lusa

O Porto venceu o Marítimo por 2-0, ascendendo ao segundo posto da I Liga de futebol, num encontro da 18.ª jornada marcado pela expulsão de um jogador de cada equipa e do técnico portista.

Os golos ficaram reservados para a etapa complementar com Wendell e Galeno a assinar os tentos, aos 50 e 55 minutos, depois de uma primeira parte em que Bernardo Folha deixou os ‘dragões’ com 10, aos 38, e o anfitrião Pablo Moreno foi expulso aos 42.

No Funchal, a primeira parte ficou marcada pelas diversas quezílias entre as duas equipas desde os minutos iniciais, que levaram Fábio Veríssimo a recorrer cedo aos cartões para serenar os ânimos, mas sem sucesso.

Antes do intervalo, o árbitro da associação de Leiria mostrou quatro cartões vermelhos, aos dois jogadores e também aos dois técnicos portistas, ao adjunto Vítor Bruno, aos 31 minutos, e a Sérgio Conceição, por protestos após a expulsão de Bernardo Folha.

 O FC Porto apresentou-se na Madeira com duas alterações em comparação com o jogo que valeu a primeira conquista da Taça da Liga, diante do Sporting (2-0), com o regresso de Diogo Costa à baliza em vez de Cláudio Ramos e o estreante Bernardo Folha em detrimento de Stephen Eustáquio.

Lusa

Quanto ao Marítimo, também apresentou duas novidades no ‘onze’ em relação à vitória ante o Estoril Praia (1-0), com Beltrame a render o castigado João Afonso e Brayan Riascos, que se estreou com as cores ‘verde rubras, em vez de Percy Lisa.

A equipa da casa teve mais tempo a bola na primeira parte, assumindo a larga maioria de oportunidades criadas, com Bruno Xadas a atirar milimetricamente ao lado da baliza e Val Soares e Brayan Riascos a colocar Diogo Costa em sentido.

O FC Porto entrou na etapa complementar determinado em escrever outra história no Estádio dos Barreiros, com Evanilson, que regressou aos relvados um mês e meio depois, a ter um papel fundamental no primeiro golo, ao receber o esférico de costas para a baliza e libertar Wendell, que, ao minuto 50, atirou para o fundo das redes, deixando Makaridze ‘pregado’ ao relvado.

Volvidos cinco minutos, a intranquilidade ‘verde-rubra’ era notória, com Pepê a conseguir levar a melhor sobre a defesa da casa e a servir Galeno para o segundo dos ‘dragões’.

O campeão nacional em título geriu, depois, a vantagem até final, para chegar aos 42 pontos e subir, depois da derrota do Sporting de Braga com o Sporting, à segunda posição do campeonato, enquanto o Marítimo permanece em lugares de descida, mantendo-se no penúltimo posto, com 13.

TÓPICOS