De que está à procura ?

reinounido
Lisboa
Porto
Londres, Reino Unido
Colunistas

Pim, pam, pum

Mais uma vez o deputado Paulo Pisco foi atingido por uma picada de mosquito e resolveu desencadear toda a sua diatribe, incoerência e abuso da sua posição para atacar um simples cidadão emigrante.

O Pisco é pisco porque nunca chegou, nem pode chegar a ser pardal ou rouxinol.

Quando se é pisco é-se Pisco e pronto. PIM, PAM, PUM.

Esta gente pequena, pequenina, ainda não compreendeu que são os cidadãos que criticam e têm o direito de criticar deputados e governantes.

É o mundo às avessas quando os governantes e deputados se põem a insultar os cidadãos!

E os jornais têm que aprender este principio elementar.