De que está à procura ?

reinounido
Lisboa
Porto
Londres, Reino Unido
Lifestyle

Festival dos Canais: cinco dias de espetáculos em Aveiro

A performance-instalação “The Tower”, de Adam Read, que foi um dos principais palhaços do Cirque du Soleil, as instalações dos Plasticiens Volants e o concerto com Salvador Sobral são alguns dos destaques do primeiro dia do Festival dos Canais, que arranca esta quarta-feira em Aveiro.

Organizado pela Câmara Municipal de Aveiro, através do Teatro Aveirense, o evento decorre até domingo e oferece durante cinco dias mais de 200 espetáculos, numa programação cultural e artística contemporânea que envolve mais de 350 artistas, provenientes de 13 países.

O Festival alia produções internacionais, nacionais e locais, entre teatro e artes de rua, instalações artísticas, performances, workshops, atividades desportivas e de lazer, oficinas criativas, mercados de rua e DJs.

A performance “The Tower”, em que um palhaço solitário procura fugir a um destino e constrói uma nova realidade, é um dos momentos alto da programação deste ano, que conta ainda às 14h00 com a instalação dos “Plasticiens Volants”, uma companhia francesa que desenvolveu uma instalação-percurso alusiva ao tema do mar, recorrendo a esculturas flutuantes de grandes dimensões, através das quais transformam a paisagem de locais icónicos da cidade.

A par desta instalação “aérea,” que se inicia na praça do Peixe até ao Mercado Manuel Firmino, a programação inclui ainda a partir de amanhã, no Jardim do Museu de Santa Joana, às 14h00, uma ópera cooperativa – a ser interpretada pela La Cantatrice, uma escultura de grandes proporções -, e fruto do trabalho desenvolvido na edição de 2017 com o Coral São Pedro de Aradas, Coral de Vera Cruz, Coral Polifónico de Aveiro, Coro do Conservatório de Música de Aveiro e dos artistas Hugo Branco, Foque, e Ohxalá.

Durante a tarde estão ainda previstas atividades para os mais pequenos, entre as quais a Parada de Mimos, às 14h30, no Rossio, que transformam as ruas num palco itinerante de artes circense. Destaque também para o Lightscape – Holy Nothing, uma instalação interativa onde todos os públicos podem explorar, manipular e criar música, paisagens cénicas e jogos de luz, e para o Phonopentatube dos Crassh, uma instalação que percorre uma ponte, através do caos organizado em muito metros de tudo plástico afinado numa escala pentatónica.

O evento conta ainda com uma Sala de eStar, instalada na Praça da República com animação diária, e uma Funky Beach, um espaço relaxado e tropical, com palmeiras, espreguiçadeiras e cocktails variados, que oferece todos os dias música variada assinada por diferentes DJs.

Entre Storytellings, instalações que celebram pontes, CityLabs com convidados internacionais, muitas são as propostas agendadas para amanhã. Às 16h00, a companhia chilena Murmuyo protagoniza um dos momentos altos da tarde com o espetáculo de rua Su-Seso Taladro, já premiado, admirado e aclamado em todo o mundo, que parte do tráfego urbano para uma intervenção requintada de improvisação e provocação.

Às 17h00, no Rossio, realiza-se a primeira atuação da Fanfarra dos Canais, uma fanfarra criada especificamente para este evento que, até domingo, subirá e atravessará os canais, animando as ruas da cidade. Meia hora mais tarde, no Rossio, realiza-se o concerto dos Delta Blues Riders, que convidam a uma entusiasmante viagem pelo universo dos blues.

Às 22h00, Salvador Sobral sobe ao palco do Cais da Fonte Nova para protagonizar o primeiro grande concerto do Festival dos Canais, que contará ainda com The Legendary Tigerman com a Banda Sinfónica de Aveiro Banda Amizade (dia 12), António Zambujo (dia13), Carolina Deslandes (dia 14) e Miguel Araújo (dia 15).

A terceira edição deste evento, que decorre nos canais urbanos da Ria de Aveiro, nas praças e nos espaços públicos da cidade, entre as 10h00 e a 1h00 da madrugada, apresenta estreias nacionais e reúne um extenso leque de atividades interativas e culturais gratuitas dedicadas a todos os públicos.

Entre os destaques da programação para este ano inclui-se a estreia nacional de “Dundu”, uma marioneta iluminada de grandes proporções que deslizará entre o público com facilidade e graça, proporcionando um desfile de luz pela cidade. Após ter encantado espetadores de todo o mundo, Dundu chega agora a Aveiro, através de uma companhia alemã, para descobrir a cidade e os canais, numa performance de rua inédita que terá o seu primeiro momento às 23h30, do dia 13, desde o Teatro Aveirense até à Praça do Peixe, e que contará com um segundo ato no dia 15, às 23h00, desde a Fonte Nova ao Rossio.

A cidade de Aveiro será assim durante cinco dias um palco único de animação, onde os canais da Ria de Aveiro são o cenário de um programa multidisciplinar que cruza diferentes manifestações artísticas, culturais, desportivas e de lazer. É um evento que convida a sentir a Cidade de Aveiro, a celebrar o seu presente, a valorizar a sua forte identidade, o seu património natural e a sua paisagem urbana única.