De que está à procura ?

reinounido
Lisboa
Porto
Londres, Reino Unido
Desporto

Sporting vence Setúbal com golo de grande penalidade aos 86 minutos

Uma grande penalidade convertida por Bas Dost, aos 86 minutos, deu esta sexta-feira o triunfo ao Sporting, por 1-0, frente ao Vitória de Setúbal, em jogo da segunda jornada da I Liga de futebol.

Um golo que colocou justiça ao que o Sporting fez ao longo de todo o encontro, embora a supremacia efetiva tenha acontecido depois da entrada de Doumbia (66), com o camaronês a desperdiçar três oportunidades de golo em onze minutos.

Na conferência de imprensa de antevisão o treinador José Couceiro tinha prometido um Vitória de Setúbal à procura do golo (não fez um único enquadrado com a baliza de Rui Patrício ao longo de todo o jogo), mas a verdade é que foi o Sporting que entrou a todo o gás e por muito pouco, aos oito minutos, Gelson Martins não inaugurou o marcador. Com um remate acrobático o internacional português atirou a bola a rasar a trave da baliza defendida por Pedro Trigueira.

Sem William Carvalho, baixa de última hora – tudo indica que deverá ser transferido nas nos próximos dias -, Fábio Coentrão, por opção, e Bruno Fernandes (substituiu Adrien Silva, aos 69), que começou no banco de suplentes, Jorge Jesus colocou de início Jonathan Silva, Daniel Podence e Rodrigo Battaglia, tendo este feito dupla no centro do terreno com Adrien Silva, o que se traduziu num Sporting mais rápido e com maior profundidade.

Perante isto, o Vitória de Setúbal viu-se obrigado a recuar no terreno e a colocar todos os homens atrás da linha da bola. Situação que dificultou por um lado o processo criativo do Sporting, devido à falta de espaços, e por outro ia premiando a estratégia sadina, que foi adiando o golo dos ‘leões’.

O nulo ao intervalo era a prova disso. Embora a formação de Alvalade tivesse mais de 65% de posse de bola na primeira parte, este domínio era sobretudo à entrada do meio-campo do Vitória de Setúbal, já que as oportunidades de remate também foram escassas (6) e apenas uma poderia ter dado golo. A de Gelson.

A abrir a segunda parte, Adrien Silva, com um remate à entrada da grande área, levou a bola a bater na trave da baliza da equipa do Bonfim.

Mais afoito e a jogar ao primeiro toque, para aproveitar o pouco espaço dado pelo Vitória de Setúbal, o Sporting voltou a colocar os olhos na baliza de Trigueira. Mas foi após a entrada de Doumbia, aos 66 minutos, que substituiu Daniel Podence, que o Sporting se balanceou para cima do Vitória de Setúbal, dando a impressão que o ‘campo estava inclinado’. Foram cinco as oportunidades de golo desperdiçadas em 19 minutos. Três de Doumbia, uma de Bruno Fernandes e outra de Bas Dost.

Acabaria por ser o melhor marcador da temporada 2016/17 a fazer saltar os mais de 42 mil espetadores que se deslocaram a Alvalade ao fazer o golo da vitória, através de uma grande penalidade, aos 86 minutos, a castigar um empurrão de Nuno Pinto ao avançado holandês.