De que está à procura ?

reinounido
Lisboa
Porto
Londres, Reino Unido
Reino Unido

Portuguesa é mulher de destaque no País de Gales

Iolanda Banu Viegas foi selecionada enquanto Ativista Comunitária entre mais de 400 mulheres nomeadas para as categorias de Liderança, Desporto, Criatividade, Estrela em Ascensão, Gales Rural, Construir Gales, Negócios, Aprendizagem e Escolha do Público, além do ativismo comunitário.

“Tem sido uma experiência de outro mundo”, confessou a portuguesa à agência Lusa, referindo que tem recebido muitas mensagens de apoio, “mesmo de desconhecidos, e até [fui] abordada na rua e nas lojas com abraços!”

Para esta popularidade contribuiu uma reportagem da estação de televisão ITV a nível local que conta o seu trabalho na ajuda a portugueses da região que têm poucos conhecimentos da língua inglesa.

Além de intermediar os contactos com serviços de saúde ou sociais, a CPLW organiza regularmente eventos de terapia, artes, educação e cultura.

No dia 16 de junho, para celebrar o Dia de Portugal, terá lugar um concerto em que vão partilhar o palco um grupo de fado de Coimbra e um grupo de hip hop, a 21 de junho promove um workshop sobre demência e a 26 de junho outro sobre a confeção de pastéis de nata.

A organização Chwarae Teg, responsável pela organização dos prémios, elogia a portuguesa pelo seu papel no combate ao isolamento social e no reforço dos laços culturais dos portugueses

“Iolanda é uma defensora da integração e da diversidade, defendendo os direitos e a participação dos membros da comunidade africana e minorias étnicas em eventos comunitários, públicos e privados”, que tem trabalhado “incansavelmente para erradicar o crime de ódio e a discriminação e consciencializar para os direitos civis”.

Esta é a terceira edição dos Prémios Womenspire, que Louise David, uma responsável da Chwarae Teg, considera importantes por dar destaque a mulheres de todo o País de Gales

“Muitas vezes, as conquistas das mulheres passam despercebidas e nós, da Chwarae Teg, queremos mudar isso e mostrar essas mulheres como exemplo. Os Womenspire reconhecem as mulheres por feitos em todos os aspetos, de realizações pessoais a contribuições notáveis, e [mulheres] de todas as origens e etapas da vida ou do trabalho”, referiu, num depoimento enviado à Lusa.

A portuguesa de 44 anos reside há cerca de 18 anos em Wrexham, cidade galesa com uma comunidade portuguesa estimada em cerca de 2.000 pessoas, e criou a CPLW em 2013.

É Conselheira das Comunidades Portuguesas desde 2015 e é representante do Conselho do Norte de Gales para as questões das Minorias Étnicas, além de trabalhar com as autoridades locais e regionais em diversos programas.

No ano passado candidatou-se, sem sucesso, às eleições locais pelo partido nacionalista Plaid Cymru.

A nomeação para os Prémios Womenspire, disse à Lusa, representa um reconhecimento pelo seu trabalho ao longo dos anos.

“É sinal de que estamos no bom caminho, o que nos dá ainda mais coragem de continuar”, vincou.