De que está à procura ?

reinounido
Lisboa
Porto
Londres, Reino Unido
Europa

Milhares de pessoas manifestam-se no centro de Londres contra Brexit

Milhares de pessoas manifestaram-se este sábado no centro de Londres contra a saída do Reino Unido da União Europeia, numa marcha que partiu de Hyde Park e acabou em Westminster, junto ao parlamento britânico.

O objetivo da manifestação, intitulada “Marcha do Povo”, era “unir, repensar e rejeitar” o plano do governo conservador de Theresa May de retirar o Reino Unido da União Europeia (UE) até 2019.

Alguns manifestantes empunhavam bandeiras da UE e outros exibiam cartazes com a inscrição “Sair do ‘Brexit'” (“Exit from Brexit”).

Ed Davey, um deputado dos Liberais Democratas, disse à multidão ter “vergonha” da posição do Reino Unido nas negociações.

“Passei da raiva à angústia, da fúria ao desespero. Mas desde que as negociações do ‘Brexit’ começaram há uma terceira emoção que eu sinto: Vergonha. Vergonha dos líderes do nosso país. Vergonha pelo Reino Unido”, disse.

Outros oradores exigiram que os britânicos tenham a hipótese de votar nas decisões do ‘Brexit’ quando as negociações terminarem.

A “Marcha do Povo” reivindica uma reconsideração do ‘Brexit’ e a união do Reino Unido no apoio a uma visão que deixe a porta aberta à permanência na União Europeia.

Esta é a segunda edição de uma manifestação com este nome, tendo a primeira edição, a 25 de março deste ano, mobilizado várias dezenas de milhar de pessoas, incluindo portugueses.

A manifestação acontece numa altura em que se debate na Câmara dos Comuns a proposta de lei que revoga a lei de adesão do Reino Unido à Comunidade Europeia em 1973 e que transfere as normas europeias para o direito britânico.

A votação, prevista para a próxima segunda-feira, deverá ter o voto contrário da maioria da oposição, incluindo os partidos Trabalhista e Liberal Democrata, o que poderá implicar que o partido Conservador precise do apoio do Partido Democrata Unionista da Irlanda do Norte para fazer aprovar o texto.