De que está à procura ?

reinounido
Lisboa
Porto
Londres, Reino Unido
Desporto

Fernando Santos: Acho que esta equipa acredita em si mesma

 Declarações à ‘flash interview’ da RTP, após a vitória de Portugal em casa da Polónia (3-2), em jogo da segunda jornada do grupo 3 da Liga A da Liga das Nações de futebol:

Fernando Santos (selecionador de Portugal): “Não gostei de alguns momentos, mas entrámos muito bem no jogo, com muito boa circulação de bola e a tirar a seleção polaca do jogo.

Em termos ofensivos, a profundidade e o carregar a bola para a frente foi sistematicamente pela direita com o Cancelo, mas faltou isso nos minutos iniciais na esquerda.

Quando o Rafa se soltou e deu profundidade com e sem bola, dominámos claramente.

Sofremos um golo que habitualmente não sofremos, mas sabíamos as bolas paradas que eles marcavam. É uma equipa muito forte na transição, joga muito compacta e é perigosa em contra-ataque, mas jogámos muito bem, com muito boa circulação e intensidade.

Na segunda parte, disse aos jogadores para manterem o ritmo e fizemos o 3-1, mas, a partir daí, já houve algum deslumbramento, sem a mesma dinâmica de posse e sem criar tantos desequilíbrios, e a entrada dos dois alas da equipa polaca alargou muito o campo, e sofremos um golo que gerou um período de sufoco.

Mesmo assim, na parte final, as duas grandes oportunidades são nossas. Foi um resultado justo para Portugal.

Noutros jogos já fomos dominadores, já ganhámos jogos por seis ou sete. No jogo com a Polónia esqueceram-se do jogo [do Euro2016].

Acho que esta equipa acredita em si mesma, mas não exclui os outros que não estão aqui agora. Há muitos jogadores que são importantes nesta equipa. É importante que estes jogadores cresçam em jogos de pontos, não só em particulares.

Tenho mais 10, 15 ou 20 [jogadores] lá fora que podem entrar no grupo.”

Rafa Silva (jogador de Portugal): “Estou preparado para ser chamado ou não ser chamado. Fui chamado, devido ao problema do Guedes, mas o que interessa é o grupo de Portugal. Viemos cá para ganhar e foi o que conseguimos.

Foi uma vitória muito boa da nossa parte, entrámos bem a querer e a ter bola, mas sofremos o golo. Mas acabou por ser bom, conseguimos reagir bem e levar daqui três pontos.

É uma Liga em que queremos ir o mais longe possível, é para isso que estamos a trabalhar. É sempre importante vencer.”

Rúben Neves (jogador de Portugal): “Estou preparado para quando sou chamado, e acho que é esse o trabalho de todos, estar preparados. Hoje foi mais um jogo em que felizmente conseguimos a vitória, o mais importante.

Fizemos um bom jogo, tentámos controlar o jogo essencialmente com posse de bola, porque a Polónia é muito boa no jogo aéreo e fisicamente. Tentámos colocar a bola no chão e aproveitar os espaços que nos foram dados.

Trabalhamos para dar o nosso melhor e foi o que fiz. O passe [no autogolo de Glik] saiu bem e acabou por dar golo para Portugal.”

Bernardo Silva (jogador de Portugal, autor de um golo): “A Polónia entrou forte no jogo, melhor do que nós, e depois do golo demos a volta à situação, fomos intensos e criámos ocasiões de perigo e fazer dois golos.

Fomos uma equipa dominante e criámos bastantes dificuldades a uma equipa fisicamente forte como é a Polónia.

Queremos o objetivo de ficar em primeiro neste grupo, e hoje demos um passo importante.

Todas as equipas são diferentes. Muitos jogadores saíram e há uma geração nova, com uma forma diferente de jogar. Estamos contentes pelos últimos resultados, porque toda a gente que chegou à seleção tem dado o seu melhor e tem estado muito bem.

(Sobre o jogo com a Escócia e o Itália-Polónia) Claro, o empate dá-nos já o primeiro lugar, mas não depende de nós e temos de nos concentrar em ganhar à Escócia.”

André Silva (jogador de Portugal, autor de um golo): “É fruto do nosso trabalho e qualidade. Os jogadores portugueses há muito que demonstram isso, muito também graças ao trabalho do ‘mister’ que tem tentado que o nosso jogo flua. E depois há a nossa garra, sobretudo depois de sofrermos um golo.

Não há renascimento. Estou confiante, a jogar, e as coisas acabam por sair. Se as pessoas trabalham e têm confiança, as coisas saem. Estou muito feliz e agradeço aos meus companheiros por as coisas me correrem bem.”