De que está à procura ?

reinounido
Lisboa
Porto
Londres, Reino Unido
Lifestyle

Espetáculo português para os mais novos em Gant, Antuérpia, Bruxelas e Lille

O espetáculo “Noturno”, da pianista Joana Gama e do coreógrafo Victor Hugo Pontes, pensado para os mais novos, vai ser apresentado até novembro em várias salas da Bélgica e de França, revelou a produtora.

Depois da estreia portuguesa em 2017, o espetáculo será apresentado, entre 26 de outubro e 14 de novembro, nas cidades belgas de Gant, Antuérpia e Bruxelas. Segue-se Lille, em França, a 24 e 25 de novembro.

Em “Noturno”, a pianista Joana Gama e o coreógrafo Victor Hugo Pontes surgem em palco acompanhados pelo ator e bailarino Paulo Mota, numa encenação de música e dança que dá corpo a alguns dos medos da infância, tendo como referência o escuro e a noite, com sugestão de ambientes que remetem para a cidade e para o campo.

Aranhas, trovoadas, sombras, roupa ou brinquedos que ganham vida, sons e silêncios que se ampliam, são convocados para este espetáculo, debaixo de um gigante lençol estrelado e com música original de João Godinho, interpretada em palco por Joana Gama.

Direcionado para crianças a partir dos seis anos, o espetáculo muitas vezes sugere mais do que aquilo que mostra, estimulando a curiosidade do espetador. O processo criativo dos autores para este espetáculo incluiu visitas a escolas para falar com crianças sobre medos.

“Foi giro descobrir o que é que os miúdos pensam da noite e descobrimos que são bastante mais fantásticos do que nós pensávamos. Há muita violência, muito sangue, muitas facas, e nós com receio de usar alguns elementos na peça, e eles eram muito pior do que podíamos imaginar”, afirmou Joana Gama aos jornalistas, quando o espetáculo se estreou em Lisboa, em 2017.

“Fomos às escolas falar com os especialistas dos medos, pedimos para nos revelarem quais eram os seus medos e receios sobre o que acontecia durante a noite. Algumas das imagens que aparecem no espetáculo aparecem porque são referências que nos foram dando”, contou Victor Hugo Pontes.