De que está à procura ?

reinounido
Lisboa
Porto
Londres, Reino Unido
Motores

DS3 Performance: dos ralis para a estrada

A vista é brindada pelo design, e só os mais atentos percebem que não se trata de um DS3 convencional. O DS3 Performance é especial o suficiente para nos agradar com umas decorações extra na carroçaria (opcional), badges “DS3 Performance” e outros pormenores que fazem toda a diferença, tais como as jantes de 18 polegadas com 2 tons envolvidas em pneus 205/40, lábio dianteiro, dupla saída de escape, spoiler traseiro, pinças dos travões “DS Performance”, ou mesmo o difusor mais desportivo. A carroçaria tem um aspeto mais musculado, mas não por isso demasiado “berrante”, o que pode ser bom para quem não queira dar demasiado “nas vistas”.

Ainda no exterior temos o equipamento que já faz parte do DS3 convencional: óticas full-LED na dianteira, vidros traseiros escurecidos, possibilidade de carroçaria bi-tom, farolins LED com efeito de profundidade (opcional), aplicações cromadas na grelha dianteira, nas portas, no suporte dos retrovisores e ainda nos puxadores das portas.

No interior tudo se mantém quase igual ao DS3 convencional, à exceção dos assentos desportivos estilo “bacquet” DS Performance com excelente apoio lombar, os gráficos específicos da DS Performance no tabliê e os estofos totalmente em Alcantara. De resto, a qualidade de montagem é boa assim como os materiais, embora não possamos considerar um nível “premium”.

O design é intemporal, não cansa, e privilegia a tarefa da condução, assegurando um bom envolvimento. O volante tem o tamanho ideal.

No equipamento do interior há ar condicionado automático, ambientador, sensores de chuva e luminosidade, sistema de ajuda ao estacionamento com câmara de marcha-atrás, aviso de transposição involuntária de faixa, sistema de navegação e multimédia em ecrã de 7 polegadas, sistema de SOS conectado à assistência “DS”, que testámos sem querer. (Pedimos desculpa pela chamada para França, mas fica aqui o registo de que fomos atendidos em menos de um minuto!).

O sistema de navegação e multimédia aparece num ecrã de 7 polegadas (opcional), é bastante completo, funcional e conta com boa imagem. Conta com MirrorLink, aplicação “MyDS” que permite marcar revisões e aceder a dados sobre o automóvel, Apple CarPlay, sistema de emergência com localização, entre outros serviços conectados.

É no lugar do condutor que tudo faz mais sentido, já os lugares traseiros são acanhados e é provável que as pessoas de estatura mais alta batam com a cabeça no tejadilho.

A posição de condução é boa, não temos botões no volante, o que é bom, temos uns bacquets bastante envolventes e confortáveis e ainda uma maneta da caixa de velocidades bastante agradável, os pedais podiam estar mais alinhados, uma vez que o facto do pedal do acelerador estar bastante mais “abaixo” dos restantes, não facilita o ponta-tacão. Com tudo isto, pode dizer-se que é praticamente impossível não gostar de conduzir o DS3 Performance. É um automóvel com um caráter desportivo vincado sendo também discreto.

Apesar de ser um carro que passa despercebido, tem uma nota de escape bastante bonita atrai a atenção, que acelera o ritmo cardíaco e coloca um sorriso de orelha a orelha no condutor.

O comportamento dinâmico do DS3 Performance é verdadeiramente surpreendente. Oferece confiança para curvar de qualquer maneira. Parece que anda sobre carris, devido a um chassi excelente, uma direção direta, um motor disponível, travagem eficiente e uma caixa bem escalonada e com manuseamento bastante macio.

O motor 1.6 THP de 4 cilindros turbo debita 208cv de potência, 300Nm de binário e oferece ao DS3 Performance uma aceleração dos 0 aos 100km/h em apenas 6,5 segundos e uma velocidade máxima de 230km/h. O mais engraçado de tudo isto é que se conseguem médias abaixo dos 7 litros a cada 100km, se tivermos boa vontade.

O DS3 Performance é eficaz, comedido e relativamente fácil de guiar, o motor é equilibrado e tão depressa conseguimos adotar uma condução mais comedida para o uso diário, como extrair todo o seu potencial carregando apenas no pedal do lado direito.

Deixamos o nosso elogio ao grupo PSA por conseguir um equilíbrio difícil entre um automóvel com características vincadas de um desportivo, com um comportamento tão bom no dia-a-dia. Este é provavelmente um dos desportivos mais sustentáveis e polivalentes do mercado, uma vez que tão depressa temos um sorriso num track day ou numa estrada sinuosa, como consumos simpáticos e um conforto aceitável numa viagem mais longa.

No que toca à segurança, não esquecer que o DS3 é um automóvel com uma base que acusa já a sua idade e apesar da implementação de alguns sistemas como o aviso de transposição involuntária de faixa ou travagem de emergência em cidade (opcional), o DS3 Performance conseguiu apenas as 3 estrelas nos testes EuroNCap.

MAIS CARROS EM CAR ZOOM