De que está à procura ?

reinounido
Lisboa
Porto
Londres, Reino Unido
Lifestyle

Dez dias de cinema português no Luxemburgo

Entre 16 e 25 de novembro, decorre pelo nono ano consecutivo uma mostra de Cinema Português no Luxemburgo, que ocorrerá em diversas salas de cinema da capital.

Organizada pela Embaixada de Portugal e pelo Centro Cultural Português – Camões Luxemburgo, em parceria com o BOM DIA, os cinemas Kinepolis/Utopia e pela primeira vez com a Cinemateca desta cidade, a edição 2018 mantém o formato iniciado em 2017: um filme por dia ao longo de 10 dias consecutivos.

“Por essa mesma razão esta mostra de cinema que se intitulava “Quinzena do Cinema Português”, ousa em 2018 a denominação de “Festival de Cinema Português”, por mostrar um maior número de filmes num menor período de tempo”, pode ler-se em comunicado do Centro Cultural Português – Camões Luxemburgo.

A programação diversificada desta edição integra diferentes formatos e géneros cinematográficos que vão da longa metragem de ficção, às curtas metragens de terror e ao documentário.

O festival abre no dia 16 de novembro, na Cinemateca do Luxemburgo, com o filme “Peregrinação” de João Botelho, candidato ao óscar de melhor filme estrangeiro, baseado na obra de Fernão Mendes Pinto e inspirado pela música de Fausto do álbum “Por este rio acima”. Nesta sessão o filme “Peregrinação” fará a sua estreia no estrangeiro. O ator Marcello Urgeghe que integra o elenco dos três filmes do ciclo João Botelho apresentados neste Festival (Peregrinação, “O cinema, Manoel de Oliveira e Eu” e “Filme de Desassossego” para além de participar na sessão de abertura, estará também presente no Centro Cultural Português – Camões, dia 17 de novembro para a projeção de “O cinema, Manoel de Oliveira e Eu”.

Filme do Desassossego“, será projetado no dia 19 de novembro na Cinemateca em colaboração com o Théâtre Municipal de Esch-sur-Alzette que estreia na mesma semana a peça “Intranquilités – Suite pour âmes perdues”, baseada no Livro do Desassossego de Fernando Pessoa. A encenadora Rita Reis também estará presente nesta sessão.

O filme “Carga” (na foto acima) de Bruno Gascon, que estreia em Portugal a 8 de Novembro terá a sua estreia no Luxemburgo, no cinema Kinepolis, a 20 de novembro, neste festival, numa projeção em parceria com o BOM DIA e que marca a estreia fora de Portugal deste filme.

No âmbito do centenário do Armistício de 1918 será projetado no dia 21 de novembro o filme “Soldado Milhões” de Gonçalo Galvão Teles, no cinema Utopia, contando com a presença do Professor Miguel Bandeira Jerónimo, que se encontrará no Luxemburgo graças a participação no livro “The many faces of 1918”, realizado por 17 Embaixadas presentes neste país, nomeadamente a portuguesa, cujo lançamento terá lugar na Abadia de Neumünster, a 20 de novembro.

No âmbito da comemoração do vigésimo aniversário da atribuição do Prémio Nobel da Literatura a José Saramago, será projetado a 22 de novembro o documentário de Miguel Gonçalves Mendes “José e Pilar“.

Pela primeira vez neste festival serão apresentados filmes de terror através de uma seleção do Festival MOTELX. Depois do sucesso em 2017 da primeira sessão de MOTELX On Tour fora de Portugal, na Cinemateca Francesa em Paris, a tournée continua este ano com as mais recentes obras que disputaram as últimas edições do Prémio Melhor Curta de Terror Portuguesa, e é na Cinemateca do Luxemburgo que estreiam no estrangeiro a 23 de novembro. Estarão presentes nesta sessão os realizadores São José Correia e Gonçalo Almeida.

O festival encerra com o filme luso-brasileiro “Grande Circo Místico”, do realizador Carlos Diegues, que esteve presente no Festival de Cannes de este ano, e estreia no Brasil dia 15 de novembro, em Portugal dia 3 de janeiro e terá a sua estreia europeia na Cinemateca do Luxemburgo a 25 de novembro.

Mais informações aqui ou na página oficial do Camões Luxemburgo.