De que está à procura ?

reinounido
Lisboa
Porto
Londres, Reino Unido
Reino Unido

Candidatos portugueses intensificam campanha para eleições locais em Londres

A poucos dias das eleições locais em Inglaterra, Sofia Santos e Carlos de Freitas intensificaram a campanha de entrega de folhetos e contacto com residentes para tentarem ser eleitos vereadores no concelho londrino de Tower Hamlets.

Os dois portugueses não se conheciam até há poucas semanas atrás, mas agora ajudam-se mutuamente, até porque, para ambos, esta é a primeira experiência na política e os dois são candidatos pelo partido Conservador britânico.

Foi o desejo de intervir no bairro onde vive que levou a lisboeta de 28 anos a ser candidata a vereadora pela área de Blackwall & Cubitt Town, onde tem passado as tardes após o emprego e os fins de semana a bater às portas, enfrentando o frio e a chuva.

“Uma das diferenças que me saltou à vista foi o facto de a campanha aqui ser muito mais duradoura do que as campanhas em Portugal. Normalmente as campanhas em Portugal duram 2-3 semanas, [mas] nós estamos a fazer campanha desde o ano passado. É muito mais exigente, mas é muito mais eficaz porque batemos mesmo à porta das pessoas, falamos com as pessoas, entregamos panfletos todas as semanas sobre temas diferentes, há uma atualização sobre o que se passa na zona muito maior”, afirmou à agência Lusa.

O resultado é que os eleitores passam a conhecer pessoalmente os candidatos de cada partido e podem transmitir diretamente as suas preocupações, como é o caso de Michael Solomon.

Queixando-se da falta de limpeza das ruas, o residente não se mostra incomodado por dois candidatos serem portugueses, mostrando-se mais preocupado com o eles prometem fazer.

“Vamos ver o que é que eles oferecem. Se eu gostar, voto neles. Tão simples como isso. Nesta altura não sei em quem vou votar. Eu sou ‘Labour’, sempre votei ‘Labour’, mas nas últimas eleições não, votei nos Verdes. Não sei em quem vou votar este ano, vamos ver o que eles têm para me dizer”, confiou à Lusa.

Analista numa empresa de consultoria digital, Sofia Sousa só está no Reino Unido há três anos, mas esse não foi um obstáculo para entrar na política britânica, enaltecendo o acolhimento que recebeu do partido Conservador.

“Eu decidi ir a um evento e não conhecia ninguém, nem portugueses nem pessoas do partido. E a minha abordagem foi falar com as pessoas desse evento e dizer-lhes: eu quero estar envolvida. E as pessoas ficaram logo muito contentes. Eu não estava à espera”, confessou.

Apesar de estar hesitante no início, foi incentivada a concorrer, mesmo se Tower Hamlets não é um concelho com uma comunidade portuguesa muito numerosa.

“O meu medo era: eu não tenho experiência, não sei se vai correr bem. E uma pessoa disse-me: tu não precisas, tu vais aprender e daqui a uns meses já vais estar a fazer as coisas e nem te apercebes. A situação foi muito positiva”, recorda.

Carlos de Freitas concorda que esta está a ser uma experiência única, até porque é a primeira vez que está envolvido numa campanha política, e considera interessante a interação dos candidatos com os eleitores.

O engenheiro gaiense de 37 anos está consciente de que o apoio ao partido Conservador é reduzido na área de Mile End, onde é candidato, mas assume o desafio.

“Eu acho que dá uma motivação extra porque é uma oportunidade de falar com as pessoas e ver o que elas verdadeiramente pensam. Quando se aproximam e dizemos que somos do partido Conservador, a reação no início pode não ser positiva e aí há uma oportunidade para entender porque é que as pessoas votam noutro partido e quais os assuntos que temos de enfrentar se quisermos fazer uma diferença para aquela comunidade”, reconhece.

Residente no Reino Unido há 11 anos e detentor de dupla nacionalidade (portuguesa e britânica), tem amigos e colegas de trabalho portugueses, mas lamenta não encontrar mais na política britânica.

“Em termos de atividade política, comecei há poucos meses e já tive a oportunidade de conhecer a Sofia e outros portugueses, mas na parte política ainda é uma comunidade pequena e gostava de ver mais pessoas a envolver-se porque eu acho que, de facto, a política diz respeito a todos nós e isso é um motivo importante para que as pessoas pensem em envolver-se na política”, defende.

Além da campanha nos seus próprios círculos eleitorais, os dois portugueses estão ativamente envolvidos em ações de campanha do partido Conservador em Tower Hamlets, onde existe um esforço para destronar o partido Trabalhista.

“Estas eleições têm a ver com as questões locais, têm a ver com caixotes do lixo, buracos nas estradas, sobre uma urbanização sensata para uma população em crescimento, ter casas suficientes para os filhos e netos das pessoas. Não tem a ver tanto com questões nacionais”, vincou o deputado conservador Paul Scully.

Scully defende ser importante ter “pessoas como a Dr. Anwara Ali, que está a concorrer para Mayor de Tower Hamlets, e os candidatos a vereadores, como a Sofia e o Carlos. Precisamos de ter uma melhor representação da diversidade da nossa comunidade em Tower Hamlets e em toda a Londres”.

Enquanto primeira candidata mulher de origem bangladechiana a representar o partido Conservador na eleição para Mayor, cargo que em Tower Hamlets corresponde a presidente da autarquia, Anwara Ali aprova o envolvimento dos dois portugueses.

“Temos sorte de ter a Sofia e o Carlos como candidatos, são bastante trabalhadores, estão enraizados na comunidade, e têm estado a fazer campanha por temas locais, coisas que interessam às pessoas”, sublinhou, referindo questões como o planeamento urbanístico e a defesa dos espaços verdes.

As eleições locais realizam-se em 03 de maio apenas em Inglaterra, em 151 autarquias, sobretudo em regiões urbanas, com destaque para os 32 municípios da área metropolitana de Londres, mas também em Birmingham, Manchester, Leeds e Newcastle.

Noutras partes do Reino Unido, serão eleitos apenas um terço dos vereadores, como em Liverpool, Sheffield, Sunderland ou Wigan e em localidades como Hackney, Lewisham, Newham, Tower Hamlets, Watford e Sheffield será eleito um Mayor.

Além de Sofia Sousa e Carlos de Freitas, concorrem também Élia Monteiro pela área de Thurlow Park, no concelho londrino de Lambeth, e Tiago Corais pela área de Littlemore, em Oxford.