De que está à procura ?

reinounido
Lisboa
Porto
Londres, Reino Unido
Lifestyle

Canção de Diogo Piçarra obteve pontuação máxima no Festival da Canção

A canção “Canção do Fim”, composta e interpretada por Diogo Piçarra, obteve a pontuação máxima do júri do Festival da Canção e do público na segunda semifinal do concurso, que decorreu no domingo à noite em Lisboa.

Além de “Canção do Fim”, foram ainda apuradas para a final do festival, na qual competem 14 temas e que decorre a 04 de março em Guimarães: “O Jardim” (composta por Isaura e interpretada por Cláudia Pascoal), “Bandeira Azul” (Tito Paris por Maria Inês Paris), “Patati Patata” (Paulo Flores por Minnie & Rhayra), “O Voo das Cegonhas” (Armando Teixeira por Lili), “Amor Veloz” (Francisco Rebelo por David Pessoa) e “Sunset” (Peter Serrado, interpretada pelo próprio).

A votação final foi feita, em igual valor, por um júri e pelo público. O júri do Festival da Canção é presidido por Júlio Isidro. A acompanhar o apresentador estiveram os cantores Ana Bacalhau, Carlão, Luísa Sobral e Sara Tavares, a radialista Ana Markl, o jornalista Mário Lopes e os compositores Tozé Brito e António Avelar Pinho.

Na final da edição deste ano do Festival da Canção, além das sete canções escolhidas hoje, vão competir: “Só por Ela” (composta por Diogo Clemente e interpretada por Peu Madureira), “(sem título)” (composta e interpretada por Janeiro), “Para sorrir eu não preciso de nada” (Júlio Resende/Catarina Miranda), “Pra te dar abrigo” (Fernando Tordo/Anabela), “Anda estragar-me os planos” (Francisca Cortesão/Joana Barra Vaz), “Zero a zero” (Benjamim/Joana Espadinha) e “Sem medo” (Jorge Palma/Rui David).

Estas sete canções foram escolhidas a 18 de fevereiro, na primeira semifinal, que, tal como a segunda, decorreu no estúdio da RTP em Lisboa.

O vencedor do Festival da Canção, que regressou no ano passado como uma janela renovada, abrindo o concurso a compositores que nunca nele tinham participado, irá participar, em maio, no Festival da Eurovisão da Canção, que este ano se realiza em Lisboa.

O processo de escolha do sucessor de Salvador Sobral no Festival Eurovisão da Canção começou com 26 temas. A RTP lançou o convite a 22 compositores para que apresentassem uma canção original, inédita, no concurso. A estes 22 juntaram-se três autores que responderam a concursos e um escolhido por Salvador Sobral, vencedor da edição de 2017 do Festival da Canção.